quinta-feira, 5 de março de 2009

Os fins justificam os meios?

Repercussão
Arcebispo diz que quem participou do aborto da menina de 9 anos está excomungado
Publicado em 04.03.2009, às 21h08

'Nenhum motivo justifica a morte de inocentes, mesmo que para salvar outra vida', diz Dom José

Leia Mais
» Blog de Jamildo: Pedro Eurico repudia postura de Dom José
» Menina de 9 anos aborta gêmeos
» Médicos do Cisam realizam curetagem na menina de 9 anos que abortou
» Advogada da Arquidiocese se diz de luto pelo aborto em menina de 9 anos
» MPPE informa que aborto independe de autorização judicial
» Mãe pede alta de menina estuprada por padrasto

Do JC OnLine

O arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho condenou veementemente o aborto da menina de 9 anos que engravidou de gêmeos após ser estuprada pelo padrasto. Ele reafirmou que a "lei de Deus está a cima de todas as leis humanas", e que as pessoas que participaram do aborto e o apoiaram estão excomungadas da Igreja Católica, pois, na opinião dele, os fins não justificam os meios.

"Não consideramos lícito pôr fim a uma vida para salvar outra. A finalidade é boa, querem salvar a vida da menina, mas pôr fim a vida de outras não é correto. Nós fizemos tudo que foi possível para impedir a realização do aborto e lamentamos muito o fato, consideramos um delito muito grave. Nenhum motivo pode justificar a morte de inocentes, mesmo que seja pra salvar outra vida. A gente não pode contrariar a lei de Deus porque as leis civis dizem o contrário. O quinto mandamento da lei divina é não matar", enfatizou.

Ele explicou que a legislação eclesiástica prevê excomunhão para delitos graves, ficando a pessoa excluída da comunhão da Igreja. "O excomungado não pode receber eucaristia nem outros sacramentos, mas isso não quer dizer que a pessoa não pode se arrepender e voltar atrás. No dia em que a pessoa se arrepender profundamente e procurar a Igreja, será absolvida e acolhida".

Um comentário:

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom